Protesto contra a Copa reúne manifestantes na Paulista

Por Tercio Braga
Manifestantes durante ato anti-Copa na região da Avenida Paulista, em São Paulo, nesta quinta-feira | Foto: Fábio Vieira/Fotoarena/Folhapress Manifestantes durante ato anti-Copa na região da Avenida Paulista, em São Paulo, nesta quinta-feira | Foto: Fábio Vieira/Fotoarena/Folhapress

Um grupo com cerca de mil manifestantes fechou a avenida Paulista na noite desta quinta-feira, em mais um ato anti-Copa. A manifestação teve início por volta das 18h na praça do Ciclista.

Por causa do protesto, a Paulista chegou a ter 2 km de filas, no sentido Consolação, por volta das 19h30, e outros 2 km, no sentido Paraíso, quando os manifestantes começaram a caminhar em direção à avenida Brigadeiro Luis Antônio. Alguns comerciantes chegaram a fechar as portas com receio de depredação.

Além de ser um ato contra a Copa do Mundo, os manifestantes afirmavam que o protesto tinha como mote principal críticas à atuação da PM. Em todos os panfletos distribuídos por eles havia menção à “violência da PM e do Estado”.

Cerca de 10 black blocs fizeram parte da manifestação segurando faixas com o emblema do anarquismo. Ao todo, cerca de 50 mascarados participaram do ato. Grupos de PMs da “tropa do braço” foram designado para monitorá-los à distância. Não foram registrados confrontos.

O grupo se dispersou após descer a Brigadeiro, no sentido centro. Segundo a Polícia Militar, cerca de mil policiais atuaram durante a manifestação. 

Ouvinte Sabrina Cho/BandNews FM Ouvinte Sabrina Cho/BandNews FM
Loading...
Revisa el siguiente artículo