Justiça determina prisão de PMs que arrastaram mulher no Rio

Por Carolina Santos
Cláudia foi baleada em uma operação policial em sua comunidade | Reprodução TV Cláudia foi baleada em uma operação policial em sua comunidade | Reprodução TV

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro determinou a prisão temporária de dois policiais militares envolvidos na morte de Claudia Silva Ferreira. A auxiliar de serviços gerais foi baleada durante uma operação policial no Morro da Congonha e colocada no porta-malas do carro. Ao ser levada a um hospital pelos PMs, o porta-malas do carro abriu e Claudia caiu e ficou presa por uma peça de roupa e foi arrastada por cerca de 350 metros. O caso no último dia 16, na zona norte da capital fluminense.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo