Haddad recebe manifestantes do MTST após protesto

Por Carolina Santos
Grupo se concentrou no Largo da Batata | Stephan Rozenbaum/SulAmérica Trânsito Grupo se concentrou no Largo da Batata | Stephan Rozenbaum/SulAmérica Trânsito

Um grupo de integrantes do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto) foi recebido pelo prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), após realizar uma passeata em protesto contra a falta de moradia na manhã desta quarta-feira em São Paulo. De acordo com o movimento, que reuniu cerca de 3 mil pessoas, o ato aconteceu “por conta do não cumprimento dos acordos firmados pelo prefeito Fernando Haddad com as ocupações do MTST em janeiro”, diz documento divulgado pelo grupo.

Os manifestantes partiram do Largo da Batata e iniciaram uma passeata até a prefeitura paulistana, passando pela Avenida Brigadeiro Faria Lima, Rua da Consolação e Avenida Rebouças.

Por volta das 11h, eles chegaram ao Viaduto do Chá, onde fica a prefeitura paulistana. Os manifestantes são contra a ação de despejo nas áreas municipais hoje ocupadas pelo grupo até a conclusão de negociações. O grupo também pede avanço em projetos habitacionais para ocupações nas regiões do Campo Limpo e Paraisópolis, ambas na zona sul, além de revogação da DUP (Declaração de Utilidade Pública) para a Ocupação Vila Nova Palestina.

 

O ato acontece “por conta do não cumprimento dos acordos firmados pelo prefeito Fernando Haddad com as ocupações do MTST em janeiro" | Metro O ato aconteceu “por conta do não cumprimento dos acordos firmados pelo prefeito Fernando Haddad com as ocupações do MTST em janeiro” | Metro

 

Manifestantes protestam na Av. Rebouças | Metro Manifestantes protestam na Av. Rebouças | Metro

Manifestação se concentrou no Largo da Batata:

 

Anhanguera

O grupo também fez protestos na Rodovia Anhanguera, que liga a capital ao interior paulista.

No início da manhã, eles atearam fogo em pneus e interditaram a via no quilômetro 18, sentido São Paulo. Por volta das 7h45, a estrada foi liberada.

Grupo fechou rodovia com pneus queimados:

Loading...
Revisa el siguiente artículo