Reclamações contra ônibus têm queda de 18% em janeiro

Por Tercio Braga

O número de reclamações recebidas pela SPTrans em relação à qualidade do atendimento prestado pelos ônibus em circulação na capital registrou queda de 18% em janeiro, na comparação com o mesmo período de 2013.

Foram 6,3 mil queixas no mês passado, por meio do telefone 156, ante 7,7 mil em janeiro de 2013. No topo do ranking, a espera no ponto foi novamente a maior queixa dos passageiros, com um total de 1,6  mil reclamações.  Mesmo com a manutenção do primeiro lugar, o número de registros apresentou queda de 31,5%.

Em seguida, aparecem as queixas contra motoristas que desrespeitam a parada no ponto (1,2 mil), por conduta inadequada (707) e direção perigosa (682).

A SPTrans credita a queda de reclamações à reorganização do sistema de transporte público, que vem sendo feita desde a metade do ano passado. A empresa afirma que a redução nos registros por espera no ponto é reflexo da implantação das novas faixas de ônibus.

Balanço anual

De janeiro a dezembro de 2013, a SPTrans recebeu 120 mil reclamações de passageiros. O número é 15% menor ante 2012, quando foram registradas 141,2 mil.

No balanço final do ano, as principais reclamações são contra a demora na espera entre um ônibus e outro, motoristas que não atendem aos pedidos de embarque e desembarque e contra aqueles que dirigem de forma perigosa. 

queixas-contra-onibus-620

Loading...
Revisa el siguiente artículo