Pediatra é suspeita de ter matado o filho e nora em São Paulo

Por fabiosaraiva

Uma médica de 56 anos matou o filho e a namorada dele a tiros e depois cometeu suicídio em um condomínio de alto padrão, na zona oeste de São Paulo.

Durante todo o dia, a movimentação de policiais e peritos foi grande dentro do apartamento e do lado de fora do condomínio. A família morava no segundo andar do prédio, que fica no Alto da Lapa, zona oeste de São Paulo. Foram os vizinhos quem ouviram os tiros pela manhã e chamaram a polícia.

Segundo informações de testemunhas, o rapaz, que era estudante do quinto ano de medicina, saiu para passear com o cachorro e, quando retornou, encontrou a namorada morta a tiros. A mãe também disparou contra ele e se matou com um tiro na boca.

Elaine Munhoz era pediatra. Segundo vizinhos, a família não aparentava ter nenhum tipo de problema.

A polícia ainda não tem pistas sobre os motivos do crime.

Reportagem de Ariane Rocha
Eduardo Amaral – vizinho
Marilene Godói – vizinha
Rafael Criscuolo – médico

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo