Degolador do Brás confessa assassinatos à polícia

Por george.ferreira

O suspeito de ter cometido quatro assassinatos no bairro do Brás, em São Paulo, confessou os crimes à polícia. Em depoimento gravado pelos policiais, o criminoso, de 19 anos, relatou os crimes. Em nove dias, ele teria degolado quatro pessoas no centro paulistano. O homem foi preso na manhã de ontem e encaminhado ao DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa).

No primeiro dos casos, o de um saxofonista, o suspeito nega que tenha degolado a vítima. “Cheguei lá no Parque Dom Pedro às 21h, eu encontro ele e ela lá. Eu já a conhecia. Aí, fiquei eu com ela, começamos a tomar cerveja e conheci o rapaz. Nós ficamos tomando cerveja. Ela me chamou para dançar e eu estava com a faca. E ela já começou a tramar. Ela foi e pediu a faca”, e completa dizendo que ela degolou o rapaz.

O suspeito também relatou o crime contra o travesti: “Me perguntaram: ‘para onde você vai?’. Eu disse: ‘E vocês não querem saber demais, não?’. Aí, eles foram e me seguiram. Aí, foi e tentou me agredir mesmo. Eu não pude fazer nada, eu reagir”.

Segundo o jovem, os outros assassinatos – de um auxiliar de cozinha, de 46 anos, e de um homem ainda não identificado – teriam sido encomendados por uma mulher, o que é investigado pela polícia no momento. Os investigadores acreditam que foi ela quem ofereceu dinheiro para que ele cometesse dois dos crimes.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo