Após quatro meses, nível de Sistema Cantareira volta a subir

Por fabiosaraiva

As chuvas no primeiro de março fez a capacidade do Sistema Cantareira voltar aumentar seus índices após quatro meses de queda. O manancial está com 16,6% de seu nível total, um ganho de 0,2% em relação ao que vinha registrando nos últimos dias, segundo dados divulgados pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo). Apenas neste dia choveu 53,7% de toda a quantidade acumulada em fevereiro.

 

São Paulo enfrenta hoje a maior crise hídrica de sua história, provocada pelo calor recorde e pelo mais baixo índice de chuvas no Sistema Cantareira. Para enfrentar esse evento natural, a companhia adotou todas as medidas cabíveis e vem garantindo o abastecimento ininterrupto de água na região metropolitana de São Paulo.

 

Em 1º de fevereiro, a companhia lançou um incentivo financeiro para quem diminuir o consumo e iniciou uma campanha de comunicação para estimular o combate ao desperdício. O incentivo econômico obteve um importante resultado: o consumo caiu 3 mil litros por segundo na última semana. Isso significa um volume de água suficiente para atender mais de 900 mil pessoas, quase a população de Campinas.

 

A previsão dos institutos de meteorologia é que as chuvas voltem aos níveis médios em março, possibilitando a recuperação do sistema.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo