Em janeiro, número de roubos sobe 42% em São Paulo

Por Caio Cuccino Teixeira

O número de roubos em geral voltou a subir na capital no mês de janeiro. Segundo balanço divulgado nesta segunda-feira pela SSP (Secretaria de Segurança Pública), foram 9,4 mil casos em janeiro de 2013, ante 13,4 mil no mesmo período deste ano. Um crescimento de 42%.

A alta significa que, em média, a capital registrou 18 assaltos por hora. Os roubos lideram as estatísticas de violência do governo.

Em seguida aparecem os roubos de carga, que apresentaram crescimento de 34%. Foram 332 casos em janeiro de 2013, ante 445 ocorrências no mês passado.

Na segunda-feira, o secretário da Segurança Pública, Fernando Grella, admitiu que a escalada dos assaltos é preocupante, mas atribuiu esse aumento ao acesso da população a ferramentas on-line para o registro de ocorrências. “Esse aumento de roubos pode ser explicado pela redução da subnotificação. Antes, nós não tínhamos a possibilidade de fazer um Boletim de Ocorrência pela internet.”

Pesquisa do Insper (Instituto de Ensino e Pesquisa), de outubro de 2013, mostra que apenas 36,7% das pessoas que sofreram roubos procuram a polícia. A pesquisa mostra que a falta de provas e de testemunhas estão entre as principais causas da subnotificação.

Para o especialista em segurança pública Guaracy Mingardi, o aumento não pode ser atribuído apenas ao novo modelo de registro de ocorrências. “Antes dessa possibilidade já havia uma tendência de alta nesse tipo de crime. O que o governo deve fazer é investir fortemente em investigação. Assim será possível mapear a origem dos casos.”

Homicídios

Os homicídios dolosos (com intenção) voltaram a subir na capital, após sequência de queda. No mês passado houve um aumento de 2% em relação a janeiro de 2013. Foram 100 casos, ante 98 do mesmo período do ano passado.

Os casos de latrocínios (roubo seguido de morte), crime que apresentou aumento em todos os meses do ano passado, estabilizaram em janeiro. Segundo o balanço da SSP, foram 15 ocorrências no mês passado, ante 14 em janeiro do ano passado.

arte-crimes-na-capital

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo