Documentos detalham pagamentos do caso Alston

Por Tercio Braga

Documentos enviados pela Justiça da Suíça ao MP (Ministério Público) de São Paulo detalham como teriam sido feitos os pagamentos pela empresa  francesa Alstom  ao conselheiro do TCE (Tribunal de Contas do Estado) Robson Marinho.

Segundo a investigação,  Marinho teria recebido US$ 1,1 milhão para assinar um parecer favorável a um contrato da Alstom submetido ao TCE. O dinheiro, segundo o SPTV, foi depositado em uma conta do conselheiro na Suiça.

O contrato tratava de aditivos no programa de modernização do sistema de transmissão de energia do governo de São Paulo.

A Justiça Suíça informa que o dinheiro foi repassado  por dois consultores: Sabino Indelicato e Romeu Pinto Júnior. Ambos são réus na denúncia aceita pela Justiça Federal na terça-feira.

A defesa de Robson Marinho informou que desconhece a origem dos documentos recebidos pelo Ministério Público.  


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo