Mulher tinha feito BO contra marido que matou criança em Osasco

Por george.ferreira

A esposa do homem que se atirou do 13º andar carregando o filho de seis anos, em Osasco, já havia registrado um boletim de ocorrência contra o marido. Ela teve o braço fraturado entre 2010 e 2011, mas o caso foi arquivado porque a vítima não deu continuidade à denúncia.

A mulher continua internada depois de ter sido espancada novamente pelo companheiro na noite da última segunda-feira.

O zelador do prédio onde a família morava chegou a ir à sacada do apartamento vizinho com o proprietário do imóvel e o síndico para tentar impedir a tragédia. Carlos Alberto conta que o homem ameaçou se jogar, caso um dos três avançasse. Carlos Alberto relata que o pai estava brincando com o filho no pátio do condomínio poucas horas antes do fato.

Veja a entrevista do zelador ao “Brasil Urgente”:

De acordo com o psiquiatra José Roberto Leite, é possível que o homem sofresse de transtornos psiquiátricos, como depressão ou bipolaridade. “Essa seria uma forma – uma forma brutal – de punir a esposa por algum comportamento que ela tenha tido e ele se magoado em razão disso. Mas, na minha visão, o principal é a doença dele. Ou seja, esse transtorno psiquiátrico, que, possivelmente, ele era portador”.

Segundo o zelador do prédio, a mãe da criança estava desacordada no quarto e ameaçou se jogar do apartamento depois de saber que o marido tinha se atirado. Ela teve o maxilar fraturado.

Tragédia aconteceu na noite de anteontem:


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo