Pacote da incentivos para Itaquera não atrai empresas

Por fabiosaraiva

Uma das principais promessas da gestão Fernando Haddad (PT), o desenvolvimento da região de Itaquera, na zona leste, por meio da atração de empresas do setor de serviços, ainda não avançou. Sancionado em dezembro, o pacote de incentivos fiscais prometido pela prefeitura para levar novas empresas e comércios à região não atraiu ninguém até agora.

Pelo programa, o interessado em mudar para o bairro que abriga o estádio da abertura da Copa terá isenção total de IPTU e de ITBI (Imposto Sobre Transferência Imobiliária) por um período de 20 anos, além de um desconto de 60%  no ISS (Imposto Sobre Serviços).

O foco do pacotão de Haddad, cujo objetivo é aumentar o número de empregos na zona leste, reduzindo os deslocamentos de quem vive lá, são empresas de telemarketing, informática, treinamento, hotelaria e educação.

O problema é que a demora na votação do PDE (Plano Diretor Estratégico) na Câmara Municipal, que pode trazer mudanças no zoneamento da região, afasta os investimentos.

Presidente da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Itaquera, Roberto Manna diz que foram registradas sondagens de alguns grupos, mas nenhum terreno foi adquirido.

“Desde novembro já registramos 50 consultas de empresas que se encaixam no perfil esperado pela prefeitura, mas nenhuma delas definiu o investimento”, relata Manna.

Segundo ele, empresários que procuraram a CDL ou outras entidades empresarias afirmaram que é inviável investir  enquanto não for decidido o zoneamento da região e, consequentemente, o potencial de construção das áreas. “Na semana passada, uma empresa de informática do Ipiranga nos procurou interessada no pacote. Mas com incerteza gerada pela demora na aprovação do Plano Diretor, desistiram”, diz Manna.

A previsão na Câmara é de que o PDE só deve ser votado no final do primeiro semestre.

Empregos

Quando sancionou o pacote, Haddad chegou a afirmar que uma empresa já havia demonstrado interesse em se instalar na região. Seriam criados 50 mil empregos, número suficiente para atingir a meta de vagas estipulada pela prefeitura.

Questionada se a negociação avançou e se outros grupos mostraram interesse na iniciativa, a administração municipal não respondeu.

 

20140217_SP03_REGIAO-ESCOLHIDA
 
 
[poll id=”192″]

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo