Sistema Cantareira bate recorde e chega a 18,8% da capacidade

Por Tercio Braga
O Sistema Cantareira é o maior da região metropolitana de São Paulo  | Moacyr Lopes Junior/Folhapress O Sistema Cantareira é o maior da região metropolitana de São Paulo | Moacyr Lopes Junior/Folhapress

Com a falta de chuvas no estado de São Paulo, o volume de água do Sistema Cantareira alcançou nesta quinta-feira o menor nível histórico. Segundo a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), o volume armazenado do sistema chegou a 18,8% do total da capacidade.

Leia também
• Adutora se rompe e água jorra em rua de Carapicuíba

O Sistema Cantareira é o maior da região metropolitana de São Paulo e abastece as regiões norte e central e parte das zonas leste e oeste da capital, além dos municípios de Franco da Rocha, Francisco Morato, Caieiras, Osasco, Carapicuíba e São Caetano do Sul, e parte dos municípios de Guarulhos, Barueri, Taboão da Serra e Santo André.

Nesta quarta, técnicos da ANA (Agência Nacional de Águas), do Departamento de Águas e Energia Elétrica, órgão estadual; e da Sabesp, que compõem o comitê anticrise, discutiram medidas para evitar a falta de água na capital e na região metropolitana. Segundo o departamento, até a próxima sexta, um documento conjunto deverá ser divulgado apontando o que será feito para evitar problemas no abastecimento de água.

Campanha da Sabesp

A Sabesp lançou uma campanha oferecendo um desconto de 30% no valor da conta dos consumidores que economizarem 20% no consumo em relação ao gasto médio dos últimos 12 meses. Poderão participar os consumidores residenciais, comerciais e industriais.

Segundo a Sabesp, na primeira semana em que o desconto passou a valer, entre os dias 2 e 9 de fevereiro, 302 milhões de litros de água foram poupados no Sistema Cantareira, volume suficiente para abastecer 120 piscinas olímpicas.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo