Chuva coloca São Paulo em estado de emergência

Por Tercio Braga

A chuva que deixou as zonas leste e sudeste em estado de atenção nesta quinta-feira também provocou estado de emergência no bairro do Ipiranga e alagamentos pela cidade. As informações são do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências).

Leia mais
• Sistema Cantareira bate recorde e chega a 18,8% da capacidade

Às 17h, o aeroporto de Congonhas registrou rajadas de vento de aproximadamente 55km/h. Mais cedo, às 16h35, a velocidade dos ventos atingiu os 35km/h no mesmo aeródromo.

De acordo com a equipe de meteorologia do CGE, as próximas horas seguem com tempo instável. O calor e a entrada da brisa marítima ainda devem proporcionar novos períodos de chuva nas próximas horas, variando de intensidade. As precipitações podem vir acompanhadas de trovoadas.

A sexta-feira (14) terá sol entre nuvens pela manhã e sensação de tempo abafado. A partir da tarde, a nebulosidade aumenta e instabilidades associadas a aproximação de uma frente fria provocam pancadas de chuva. Há potencial para chuva forte, rajadas de vento e formação de alagamentos. Os termômetros oscilam entre a mínima de 23ºC e a máxima de 32ºC.

No sábado (15), o sistema frontal avança lentamente pelo litoral paulista, deixando o tempo mais fechado e chuvoso na Grande São Paulo. Ainda há potencial para chuvas com moderada a forte intensidade. A persistência dessas condições eleva o potencial para alagamentos e deslizamentos de terra. Os ventos passam a soprar do quadrante sul minimizando o calor das últimas semanas. Mínima de 20ºC e máxima de 27ºC.

Árvore caída

Uma enorme árvore veio abaixo na Rua Dr. Amancio de Carvalho, próximo a Rua Bagé, na Vila Mariana, na zona sul de São Paulo. A região está sem energia.

Árvore caída na Vila Mariana | Ouvinte Lu/SulAmérica Trânsito Árvore caída na Vila Mariana | Ouvinte Lu/SulAmérica Trânsito

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo