Francês está entre vítimas de acidente na Vereador José Diniz

Por fabiosaraiva
Carro onde estavam as duas pessoas que morreram foi esmagado por ônibus | Filipe Schmid/SigmapressFolhapress Carro onde estavam as duas pessoas que morreram foi esmagado por ônibus | Filipe Schmid/SigmapressFolhapress

Um executivo francês e um taxista foram identificados como as vítimas de um acidente entre um carro e dois ônibus na região do Campo Belo, na zona sul de São Paulo, nesta quarta-feira. O acidente ocorreu por volta das 7h30 no cruzamento da Avenida Vereador José Diniz com a Rua José Nabuco. Na batida, um ônibus biarticulado passou por cima de um carro e, em seguida, atingiu o segundo ônibus. Dois morreram e nove ficaram feridos.

As vítimas são Cirille Fourny, 50 anos, vice-presidente Financeiro da Helibras, e o motorista do táxi Ronaldo Voltan. Os dois morreram na hora.

Leia mais:
Acidente na zona sul de SP deixa dois mortos e oito feridos

A CET (Companhia de Engenharia e Tráfego) liberou a avenida Vereador José Diniz por volta do meio-dia e meia. As causas do acidente ainda estão sendo investigadas.

Segundo o motorista de um dos ônibus, um táxi entrou de repente no corredor de ônibus. O condutor do coletivo teria sido pego de supresa, de acordo com relato ouvido pelo gerente de unidades da zona sul da SPTrans, Ricardo Rocha.

Ouça também:

Ouvinte relata cenário do acidente

O limite de velocidade do corredor de ônibus é de 50 km/h. Como o primeiro ônibus estava parado, Rocha não acredita que o biarticulado estive acima de 30 km/h quando houve a colisão com o táxi.

 

Cenário

Ouvintes da Rádio Bandeirantes que passavam pela Vereador José Diniz logo após o acidente dizem que o cenário era de “pânico”. Segundo o ouvinte Henrique Nonato dos Santos, o veículo que ficou debaixo do ônibus é um carro de luxo. Ele viu a cena do acidente quando passou pelo sentido contrário da via. “Tinha uma fila de ônibus parada – vou relatar na ordem que eu vi. Tinha um táxi branco, um ônibus articulado, um carro retorcido e um biarticulado por cima do carro, e batido no outro ônibus”, relata.

Henrique também viu os passageiros dos coletivos sentados na calçada; muitos deles assustados. “Havia pessoas, que a gente presumia que eram passageiros, sentadas pela calçada. E muito pânico, muita gente olhando e ainda estava chegando polícia, bombeiro. Tinha acontecido há muito pouco tempo”.

Das vítimas feridas levemente, quatro foram encaminhadas para o pronto-socorro Bandeirantes; outras quatro, para o pronto-socorro São Paulo.

 


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo