Moradores reclamam de vazamentos de água em SP

Por george.ferreira

Em meio a baixos níveis de água em reservatório de São Paulo, ouvintes da BandNews FM denunciam vazamentos na rede da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) e reclamam da demora para a realização dos reparos. Em Santana do Parnaíba, o problema é registrado há sete dias. O ouvinte Bruno Stoqui fez um vídeo mostrando a situação, que já foi avisada à companhia.

Em São Paulo, o ouvinte Bernardo diz que há 15 dias passa por um vazamento na Avenida Cidade Jardim, na zona sul da capital paulista, e que entrou em contato com a Sabesp, mas nada foi feito até agora. “Eles dizem que vão lá consertar o vazamento, mas ele está há tanto tempo que, inclusive, já arrancou o asfalto e os carros estão arrebentando as molas”.

Vídeo mostra vazamento em Santana do Parnaíba:

Já Cleiton Borges conta que na Avenida Doutor Alberto Jackson Byington, em Osasco, na Grande São Paulo, há dois vazamentos. Ele também reclama da lentidão no atendimento da Sabesp. “Fiz a reclamação através da agência virtual da Sabesp e o prazo de atendimento era de dois dias úteis. Passaram-se 10 dias e liguei para a Sabesp hoje; me falaram que estão com equipe de campo e que [a ocorrência] pode ser atendida até sexta. São 15 dias para realizar o conserto e a água continua vazando”.

Procurada pela BandNews FM, a Sabesp ainda não se manifestou sobre as reclamações dos ouvintes e não deu prazo para reparar os vazamentos.

Economia
A população de São Paulo economiza 300 milhões de litros de água na primeira semana da campanha que vai dar desconto a quem diminuir o consumo – o equivalente a 120 piscinas olímpicas.

Ontem, o governador Geraldo Alckmin voltou a descartar o risco de racionamento nos municípios atendidos pelo Sistema Cantareira – que atingiu o menor nível da história.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo