Festival na Escócia marca celebrações da tradição viking

Por Caio Cuccino Teixeira

O início do ano é marcado por celebrações da tradição viking no hemisfério norte, como o festival Up Helly Aa, na Escócia, em janeiro, e o Jorvik Viking Festival, em York, na Inglaterra, que este ano celebra o fim do mundo no dia 22 de fevereiro.

Lerwick, Escócia. O maior festival de fogos da Europa - No fim de janeiro, milhares de guerreiros vikings contemporâneos foram até ilhas Shetland, na Escócia para celebrar o Up Helly Aa, maior festival de fogos da Europa. Um barco viking em chamas é transportado pelas ruas de Lerwick. Lerwick, Escócia. O maior festival de fogos da Europa – No fim de janeiro, milhares de guerreiros vikings contemporâneos foram até ilhas Shetland, na Escócia para celebrar o Up Helly Aa, maior festival de fogos da Europa. Um barco viking em chamas é transportado pelas ruas de Lerwick.
Precaução. Bombeiros não usam barba - Uma barba abundante é pré-requisito para um guerreiro viking, mas os bombeiros deve estar bem barbeados por óbvios motivos de segurança. Precaução. Bombeiros não usam barba – Uma barba abundante é pré-requisito para um guerreiro viking, mas os bombeiros deve estar bem barbeados por óbvios motivos de segurança.
Origens. Soldados celebram a volta da guerra - No início do século 17, depois das Guerras Napoleonicas, Lerwick recebia soldados que queimavam as coisas para comemorar. Origens. Soldados celebram a volta da guerra – No início do século 17, depois das Guerras Napoleonicas, Lerwick recebia soldados que queimavam as coisas para comemorar.
Preparação. A ilha de Shetland se arruma - Os ilhéus passam quatro meses se preparando para o evento, com voltuntários trabalhando pelo menos duas noites por semana. Preparação. A ilha de Shetland se arruma – Os ilhéus passam quatro meses se preparando para o evento, com voltuntários trabalhando pelo menos duas noites por semana.
Guerreiros. Só para homens - Cerca de 45 grupos de “guizers” vestem-se como vikings no dia. Embora os grupos sejam só de homens, as mulheres estão muito envolvidos na produção e, claro, na diversão com os chefes guerreiros. Guerreiros. Só para homens – Cerca de 45 grupos de “guizers” vestem-se como vikings no dia. Embora os grupos sejam só de homens, as mulheres estão muito envolvidos na produção e, claro, na diversão com os chefes guerreiros.

Abandonais a esperança, vós, pecadores, pois o fim se aproxima. Em 22 de fevereiro, os oceanos ferverão, o sol será devorado e monstros vão andar pela Terra, à medida que Ragnarok – o apocalipse Viking – se espalhar por todo o mundo. Jay Commins, porta-voz Sociedade Arqueológica de York e do Jorvik Viking Festival, no Reino Unido, diz que nem tudo são más notícias.

Quais são os sinais?
O melhor sobre as lendas é que os sinais estão abertos à interpretação. Sobre o Ragnarok dizia-se que “as fronteiras entre as nações cairia”, o que pode ser entendido como a era da internet. As lendas falam de um grande e inflexível inverno, e muitas pesquisas sugerem que uma mini era glacial poderia estar acontecendo agora. Além disso, serpentes do mar eram um presságio, como aquelas que estão desaguando na costa da Califórnia.

Quanto tempo você vem monitorando estes sinais? São mais convincentes do que a profecia maia?
Nós sempre temos pessoas procurando por sinais e interpretando lendas, mas como elas são baseadas em mitos e lendas, é difícil ter certeza de que Ragnarok vai certamente acontecer. Eu diria que essa ameaça seja pelo menos igual à dos maias.

Há alguma esperança de salvação?
A lenda diz que o mundo vai renascer. Este é um bom apocalipse, onde há chance de acontecer algo no fim. Alguns dizem que já aconteceu, e no dia podemos comemorar o nascimento de um novo mundo.

Os descendentes dos vikings estão “pirando”?
Todos eles estarão no (Jorvik Viking) Festival. Vai ser uma celebração. Todos reconhecemos que somos apenas peixes em uma lenda do Mar do Norte.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo