Polícia prende 67 pessoas por prostituição na China

Por Caio Cuccino Teixeira
67 foram presos por prostituição na cidade de Dongguan após reportagem | China Daily/Reuters 67 foram presos por prostituição na cidade de Dongguan após reportagem | China Daily/Reuters

A divulgação de uma reportagem sobre a prostituição na cidade chinesa de Dongguan, transmitida na televisão oficial da China neste domingo, fez com que a policial do local deslocasse 6.500 soldados para registrar os supostos bordéis da “capital do sexo” chinesa.

Com a investigação, 67 pessoas suspeitas de participar da rede de prostituição foram detidas na cidade nesta segunda-feira e 12 casas de prostituição, fechadas.

A busca pelos bordéis em Dongguan gerou grande apoio à cidade nas redes sociais da China. Embora a sociedade do país seja caracterizada pelo conservadorismo, a reconhecida expansão da prostituição na região de Dongguan, assim como a ação policial imediata gerada pela reportagem, foram usadas nas redes sociais para apontar a sociedade como “hipócrita”.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo