Caso Pizzolato: Interpol e PF se reunem na Itália nesta segunda

Por george.ferreira

Representantes da Interpol e da Polícia Federal brasileira vão se reunir nesta segunda-feira, dia 10, na Itália, para falar sobre a prisão de Henrique Pizzolato. Eles debaterão a participação brasileira no acesso ao conteúdo de computadores que estavam na casa onde se escondia o condenado no mensalão.

Considerado foragido desde novembro do ano passado, Pizzolato foi preso pela polícia Italiana na última quarta-feira, dia 5, em Maranello. Ele fugiu para a Itália em setembro do ano passado e teve o nome incluído na lista de procurados pela Interpol, a polícia internacional, em mais de 190 países.

Pizzolato foi condenado pelo STF a 12 anos e sete meses de prisão, pelos crimes de lavagem de dinheiro e peculato no processo do mensalão.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo