Estudante admite ter entregue rojão que atingiu cinegrafista

Por fabiosaraiva

O estudante Fabio Raposo, que admitiu ter entregue o rojão ao manifestante que atingiu a cabeça de um cinegrafista da Band, foi ouvido e liberado pela Polícia neste sábado, dia 8.

Leia mais:

Perícia conclui que rojão feriu cinegrafista durante protesto
Pena por ferimento a cinegrafista pode chegar a 35 anos
Fotógrafo diz ter visto homem com bomba durante protesto

Ele será indiciado por tentativa de homicídio qualificado praticado por meio de explosivo e crime de explosão. O autor do disparo ainda não foi localizado.

Durante o depoimento, o estudante afirmou não conhecer o autor do disparo que feriu o repórter cinematográfico. A polícia contesta a versão e acredita que o manifestante conhecia o rapaz que aparece de costas nas imagens.

Segundo o titular da delegacia de São Cristóvão, Maurício Luciano, as imagens revelam que os dois caminharam juntos durante a manifestação.

A polícia vai analisar outras imagens gravadas durante o protesto contra o aumento da passagem para tentar localizar o autor do disparo. O fotógrafo que registrou as imagens da trajetória do explosivo prestará depoimento na segunda-feira.

O repórter cinematográfico Santiago Andrade, permanece internado no Hospital municipal Souza Aguiar, no Centro, com quadro de saúde grave. Ele teve afundamento de crânio e passou por uma cirurgia.

Autor do disparo pode pegar 35 anos de prisão

O autor do disparo de um artefato que atingiu a cabeça do cinegrafista da Band Santiago Andrade pode ser condenado a até 35 anos de prisão.

A Polícia Civil acredita que o responsável pelo crime seja um homem que aparece correndo em uma foto tirada segundos depois de o explosivo ser aceso.

 

Vídeo mostra bomba lançada contra cinegrafista:

 

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo