São Paulo se adianta e apresenta nova cédula de identidade

Por Caio Cuccino Teixeira

O governo de São Paulo se antecipou à legislação federal, que prevê a criação de um banco nacional de impressões digitais, e apresentou nesta quinta-feira a nova cédula de identidade. O novo modelo será produzido a partir de coleta biométrica de dados e terá nove itens de segurança para dificultar a falsificação.

A cédula também contará com QR Code, um código em 2D que será impresso no verso do RG e armazenará todos os dados da pessoa e poderá ser escaneado por um policial para que se comprove a autenticidade do documento.

“É um grande avanço em termos de identificação e investigação criminal, além de reduzir custos para o Estado”, destacou o secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira.

A atual carteira de identidade continua valendo e apenas quem precisar emitir uma nova via ou tirar o documento pela primeira vez terá a nova versão.

O gasto do Estado com a emissão do RG cairá de R$ 35 para R$ 9,69. A modernização trará ao Estado uma economia de mais de R$ 10 milhões mensais, já que são emitidos cerca de 400 mil documentos por mês.

Não será mais preciso fornecer a fotografia porque o sistema prevê a captura digital da foto nos postos de atendimento.
Atualmente 11 postos do interior já contam com os kits para a coleta eletrônica de digitais e fotos.

A expectativa é de que os 550 postos do Estado, incluindo as unidades do Poupatempo da capital, recebam os equipamentos até o final do ano.

nova-cedula-identidade-arte


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo