Polícia identifica suspeito de execução no Rio

Por Caio Cuccino Teixeira
O executado era Igor Veras de Oliveira Falcão | Reprodução/band O executado era Igor Veras de Oliveira Falcão | Reprodução/Band

A polícia de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, anunciou nesta quinta-feira que já identificou o suspeito de ter executado um homem no dia 23 de janeiro com três disparos.

A vítima também foi identificada. Igor Veras de Oliveira Falcão é o homem que aparece nas imagens divulgadas pelo jornal “Extra” sendo assassinado por um homem que estava na garupa de uma moto em uma das ruas mais movimentadas da cidade. Falcão foi morto com três tiros na cabeça no dia 23 de janeiro.

As imagens mostram um grupo de homens segurando a vítima antes do crime. A polícia investiga se a vítima do assassinato cometia roubos no bairro. De acordo com o jornal “Extra”, a disputa entre traficantes e milicianos na região pode ser a causa da execução.

O delegado que investiga o caso, Luiz Henrique Guimarães, informou que ainda está tentando identificar os outros homens que aparecem nas imagens. Uma outra execução, que aconteceu no mesmo dia e próximo ao local, está sendo investigado para saber se há relação entre os casos.

Governo

Em meio a novas denúncias de ações de justiceiros no Estado, o governador Sérgio Cabral condenou e repudiou, nesta quinta-feira, ações do “poder paralelo”. Ele prometeu investigar e prender os responsáveis pelos crimes.

“Não admitimos isso. Nós vamos, com certeza, investigar e prender essas pessoas que tentam fazer justiça com as próprias mãos. O poder paralelo, no meu governo, é inadmissível”, afirmou Cabral que também se referia ao adolescente que foi espancado, despido e amarrado a um poste por uma trava de bicicleta, na semana passada, na avenida Rui Barbosa, no Flamengo.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo