Cubana deixa "Mais Médicos" e pede asilo ao governo brasileiro

Por george.ferreira
Profissional tomou decisão ao descobrir que ganhava US$ 400 pelo trabalho enquanto outros médicos recebiam cerca de R$ 10 mil | Pedro Ladeira / Folhapress Profissional tomou decisão ao descobrir que ganhava US$ 400 pelo trabalho enquanto outros médicos recebiam cerca de R$ 10 mil | Pedro Ladeira / Folhapress

Uma cubana que se apresentou como participante do “Mais Médicos” abandonou o programa e pediu asilo ao governo brasileiro.

Ramona Matos Rodríguez está abrigada no gabinete da liderança do DEM na Câmara dos Deputados.

Ramona, que teria fugido de Pacajá, no Pará, no último sábado, alega que tomou a decisão após descobrir que o projeto paga R$ 10 mil por mês a outros médicos enquanto ela recebia cerca de US$ 400 mensais.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo