Filho de Coutinho confessou ter matado o pai, diz delegado

Por Tercio Braga
Cineasta morava na Zona Sul do Rio | Eduardo Anizelli/ FohaPress Cineasta morava na Zona Sul do Rio | Eduardo Anizelli/ Folhapress

O filho do cineasta Eduardo Coutinho confessou à polícia que assassinou o pai e feriu a mãe a facadas, no apartamento da família, na Lagoa, zona Sul do Rio, no último domingo. A informação foi confirmada pelo delegado responsável pelo caso, Rivaldo Barbosa, que disse que uma possível doença psicológica do filho não o pouparia de responder por homicídio doloso, quando há intenção de matar, e tentativa de homicídio.

Nesta segunda-feira, Daniel Coutinho prestou depoimento a um psicólogo da polícia civil. Ele permanece sob custódia no Hospital Miguel Couto, na Gávea, com quadro de saúde estável, pois, após atacar os pais, ele desferiu duas facadas na própria barriga.

A polícia civil informou que Daniel teve um surto psicótico, mas não confirmou se ele é esquizofrênico. O delegado que investiga o caso disse que deu o caso por encerrado e que, no depoimento, o filho disse que “tinha medo de viver”. A prisão preventiva de Daniel já foi decretada.

A viúva do cineasta, Maria das Dores Coutinho, que foi atingida com cinco facadas, conseguiu se salvar se trancando no banheiro. Ela foi transferida para um hospital particular após apresentar estado de saúde grave.

O corpo do documentarista foi enterrado nesta segunda, no Cemitério São João Batista, em Botafogo, também na zona sul do Rio. Sob forte comoção, cerca de trezentas pessoas acompanharam o velório e o sepultamento do cineasta.

Eduardo Coutinho foi vencedor de diversos prêmios ao longo de sua carreira. Dirigiu cerca de vinte filmes, incluindo “Cabra Marcado Para Morrer”, “Edifício Master” e “Babilônia 2000”. No ano passado, ele havia sido convidado a integrar a associação responsável pela premiação do Óscar. Pelo Twitter, a presidente Dilma Rousseff lamentou a morte e disse que Coutinho foi o maior documentarista do Brasil.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo