São Paulo registra menor índice de umidade do ar no ano

Por Tercio Braga

A massa de ar quente estacionada sobre São Paulo fez com que a capital registrasse nesta quarta-feira 14% de umidade relativa do ar. O índice é o menor registrado em 2014, e colocou a cidade em estado de emergência.

Segundo os meteorologistas, a marca, registrada às 15h, não é comum para este período do ano. Em média, a umidade relativa do ar para o período da tarde em janeiro é de 76%. A baixa umidade desta quarta-feira foi provocada por um bloqueio atmosférico, que impede a chegada de frentes frias vindas da Argentina e do Uruguai.

O patamar de 14% é esperado para o inverno. O recorde negativo de umidade relativa do ar na capital foi alcançado no dia 14 de agosto de 2009, quando o percentual chegou a 10%.

A temperatura máxima chegou a 33ºC no mirante de Santana.

De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a situação não deve melhorar melhora nos próximos dias.

A previsão é de que o Estado enfrente tempo seco e temperaturas elevadas por pelo menos mais dez dias.

Nesta quinta, a máxima será de 35ºC e a mínima fica em torno dos 21ºC. A umidade relativa do ar deve ficar entre 20% e 30%.

A massa de ar quente só deve se dissipar a partir de 6 de fevereiro.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo