Motorista falava ao celular antes de derrubar passarela no Rio

Por Tercio Braga

O motorista Luiz Fernando Costa, que causou na terça-feira o desabamento de uma passarela na Linha Amarela, no Rio de Janeiro, estaria falando ao telefone celular quando o caminhão que dirigia bateu na estrutura com a caçamba elevada.

Veja também
Sobe para 5 número de mortos em acidente no Rio

A informação foi divulgada nesta quarta-feira pelo delegado da 44ª Delegacia de Polícia (Inhaúma), Fábio Asty, responsável pelas investigações do acidente, que deixou cinco pessoas mortas e quatro feridas.

O delegado tomou depoimento formal de Luiz Fernando, que admitiu que falava ao celular com um colega de empresa. Contudo, Asty disse que o telefone será periciado, para checar se realmente houve a ligação no momento do acidente, que ocorreu às 9h13, segundo a empresa Lamsa, que administra a Linha Amarela.

O acidente

Às 9h13 de terça-feira, a caçamba de um caminhão, que estava levantada, bateu e derrubou a passagem de pedestres, na zona norte. Quatro pessoas morreram e cinco foram levadas pelo Corpo de Bombeiros a cinco hospitais diferentes da região metropolitana. Nesta quarta-feira, os policiais aguardam o depoimento de um motorista de ônibus que teria avisado ao condutor do caminhão que a caçamba estava levantada. Além disso, a polícia espera os resultado de laudos periciais e está analisando imagens das câmeras de segurança da concessionária que administra a via.

Passarela caiu em veículos que passavam pela via / Erbs Jr. / Folhapress Passarela caiu em veículos que passavam pela via / Erbs Jr. / Folhapress
Passarela caiu em veículos que passavam pela via | BandNews FM Passarela caiu em veículos que passavam pela via | BandNews FM
Imagens mostram veículo com a caçamba erguida / Reprodução/Lamsa Imagens mostram veículo com a caçamba erguida / Reprodução/Lamsa
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo