Goleiro Bruno perde 113 dias ganhos com trabalho na prisão

Por Caio Cuccino Teixeira
Bruno foi condenado a 22 anos de prisão | TJMG Bruno foi condenado a 22 anos de prisão | TJMG

A Justiça de Minas Gerais manteve uma punição contra o goleiro Bruno Fernandes, que está preso em Contagem desde 2010.

Bruno foi punido por falta grave, em abril de 2013, depois de ameçar dois detentos e um agente penitenciário. Na época da primeira decisão, o goleiro recorreu. Agora, com a confirmação da Justiça, ele perde um terço dos dias ganhos por seu trabalho na penitenciária Nelson Hungria, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo o Tribunal de Justiça, o goleiro já acumulava 341 dias que poderiam ser reduzidos da pena total. Ainda cabe recurso, mas o advogado do detento disse que ainda vai analisar a decisão. Em março de 2013, Bruno foi condenado a mais de 22 anos de prisão pela morte de Eliza Samudio. Ela desapareceu em 2010 e corpo nunca foi encontrado.

Eliza tinha 25 anos e era mãe do filho recém-nascido de Bruno – de quem foi amante. Na época, o jogador era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade. Além dele, outras cinco pessoas foram condenadas por envolvimento no caso.G

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo