Movimento cai até 25% em dias de "rolezinho", afirma Alshop

Por Tercio Braga

A associação brasileira de lojistas de shoppings, a Alshop, estima que o movimento nos estabelecimentos em dias de “rolezinhos” tenha caído pelo menos 25%, afetando o faturamento das lojas. O presidente da associação, Nabil Sahyoun, não precisou, no entanto, o impacto financeiro. Segundo ele, a orientação dada aos shoppings é que permitam a livre entrada de pessoas. Mas diante dos “rolezinhos”, que são os encontros de jovens organizados nas redes sociais, cada empreendimento pode decidir individualmente como agir; em fechar ou não as portas.

O presidente da Alshop, que se encontrou com o governador Geraldo Alckmin, revelou que o governo paulista está levantando áreas disponíveis para a realização de eventos para esse público.

Na quarta-feira que vem, está prevista uma reunião com o ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria Geral da Presidência.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo