PRE-SP aciona 6 partidos que não cumpriram cota feminina

Por george.ferreira

A Procuradoria Regional Eleitoral no Estado de São Paulo entrou com ações contra seis partidos que não cumpriram a regra que determina o preenchimento de 10% do tempo de propaganda eleitoral com participação de mulheres. O órgão defende que as legendas percam até cinco vezes o tempo que deveria ser destinado ao cumprimento da norma.

Na ação, a procuradoria pede a condenação do PDT, PPS, PSB, PSDB, PT e PV. De acordo com a Lei dos Partidos Políticos (9.096/1995), as legendas devem usar pelo menos 10% do tempo total destinado a propaganda no semestre para promover a participação feminina na política.

No ano passado, as ações da procuradoria eleitoral contra oito partidos fizeram com que o TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) determinasse a perda do tempo de propaganda e firmasse entendimento que não basta veicular voz ou imagem de mulheres para cumprir a cota.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo