Mesmo com reforma, 103 semáforos pifam por dia em São Paulo

Por Tercio Braga
Apear da queda, a cidade ainda tem, em média, 103 falhas por dia | Luiz Carlos Murauskas/Folhapress Apear da queda, a cidade ainda tem, em média, 103 falhas por dia | Luiz Carlos Murauskas/Folhapress

Desde que a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) iniciou o processo de revitalização dos semáforos da cidade, em agosto, a quantidade de panes caiu 18%. Segundo balanço da companhia, entre 20 de dezembro de 2013 e 13 de janeiro de 2014, foram registradas 2.485 panes. No mesmo período do verão anterior, foram 3.033.

Apear da queda, a cidade ainda tem, em média, 103 falhas por dia. Segundo a própria CET, o adequado são, no máximo 65 panes por dia.

A CET afirma que já foi concluída a substituição de 2 mil semáforos dos 4,8 mil que serão recuperados até o final de 2016. Ao todo, a cidade possui 6,1 mil.

De acordo com o balanço, entre os semáforos modernizados, a quantidade de panes caiu ainda mais: apenas 9% apresentaram algum problema neste verão. Ao mesmo tempo, entre os 3.677 faróis que ainda não foram reformados, 52% apresentaram falhas no mesmo período.

Segundo com a companhia, além da revitalização, colaboraram para a queda de ocorrências, a instalação de 440 nobreaks, que evitam pane em caso de queda de energia. Até o fim de 2016, a gestão do prefeito Fernando Haddad (PT) promete instalar 1,4 mil equipamentos deste tipo.

O programa de revitalização dos equipamentos terá um custo total de R$ 220 milhões. Esse valor também inclui a criação da Central de Manutenção Semafórica, A central vai permitir que panes sejam detectadas na hora em que ocorrem. Em alguns casos, o reparo poderá ser feito da própria central.

Hoje, a prefeitura só fica sabendo do problema  por meio de alertas da população e da imprensa e precisa enviar uma equipe ao local.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo