Corregedoria ouve 31 PMs sobre chacina em Campinas

Por Tercio Braga

Depois da chacina que terminou com treze mortos em Campinas, 31 policiais militares da cidade tiveram as armas apreendidas e foram levados para prestar depoimento na sede da Corregedoria na capital paulista.

Os PMs atuavam na região onde os crimes aconteceram. Uma das suspeitas é de que as execuções tenham sido uma retaliação ao assassinato de um policial durante um assalto a um posto de gasolina.

A Secretaria de Segurança Pública não informou se os policiais militares serão liberados depois do depoimento.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo