Ex-secretário nega ter cobrado propina para máfia do ISS

Por george.ferreira

O secretário da Fazenda de Salvador, Mauro Ricardo, negou que tenha cobrado propina para suspender investigações ou reduzir impostos de empresas no esquema que ficou conhecido como “máfia do ISS (Imposto Sobre Serviços)”, de São Paulo. Na época das fraudes, ele era secretário de Finanças da capital paulista.

Ricardo classificou como mentirosas as declarações da testemunha que prestou depoimento ao MP-SP (Ministério Público de São Paulo). Ele foi acusado de reduzir o ISS da Bolsa de Valores de São Paulo após receber propina.

O secretário também afirmou que o corte de imposto estava em um projeto aprovado pela Câmara de Vereadores, que serviu para evitar a mudança da sede da Bolsa para o interior de São Paulo. A mesma explicação foi dada, em nota, pela Bovespa.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo