Coordendor de parque em São Paulo diz que arrastão foi uma confusão

Por Tercio Braga

Segundo o coordenador de Parques Urbanos do Estado de São Paulo, Joaquim Hornink Filho, o arrastão que aconteceu na tarde deste domingo, dia 19, no Parque Villa-Lobos foi apenas uma grande confusão e não passou disso. A declaração foi dada em entrevista à Radio Bandeirantes.

“Quatro a seis desses adolescentes se exaltaram, começaram a gritaria, e neste momento, esses nossos vigilantes acionaram a Polícia Militar”, explicou o coordenador.

Para ele, o efetivo de 60 vigilantes e a atuação da Polícia Militar no parque Villa-Lobos é suficiente para garantir a tranquilidade dos frequentadores. “Existe o trabalho de vigilância monitorada. A gente fica monitorando as ações desses adolescentes”, acrescentou.

Ouça a entrevista

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo