Laudo de morte do jovem Kaique deve sair em 30 dias

Por george.ferreira
Manifestantes em ato contra a homofobia no centro de SP | Nelson Antonie / Folhapress Manifestantes em ato contra a homofobia no centro de SP | Nelson Antonie / Folhapress

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) que apontará a causa da morte do adolescente Kaique Augusto dos Santos, de 17 anos, deve ficar pronto em 30 dias.

O jovem foi encontrado morto no último dia 11 embaixo do Viaduto Nove de Julho, na região central de São Paulo. O caso foi registrado como suicídio, mas a família contesta.

O caso

Na noite de sexta-feira da semana passada, Kaique foi a uma festa com amigos numa boate no Largo do Arouche e depois saiu dizendo que iria procurar os documentos que tinha perdido.

Parentes afirmam que o adolescente foi encontrado desfigurado, sem os dentes e com um grande machucado na perna.

O advogado da família, Ademar Gomes, acredita que o jovem foi vítima de preconceito por ser homossexual. A Polícia Civil de São Paulo deve ouvir nos próximos dias novas testemunhas sobre o caso.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo