Causa de morte de jovem em São Paulo revolta família

Por Tercio Braga

A morte de um adolescente, de 16 anos, na madrugada do dia 11, revoltou amigos e familiares. Ele foi encontrado morto na avenida Nove de Julho, região central da cidade, e só foi identificado pela família na terça-feira.

Segundo familiares, o corpo do jovem Kaique Augusto Batista dos Santos estava desfigurado, tinha hematomas e não apresentava dentes na boca. Eles acreditam que o jovem foi espancado na saída de uma boate por ser homossexual.

Segundo a polícia, a principal hipóteses é que foi suicídio. A possibilidade de homicídio é investigada, mas até agora as evidências não indicam essa hipótese.

Para a polícia, ele se jogou do viaduto Nove de Julho, e os ferimentos teriam sido causados pelo impacto da queda. Como ele bateu o rosto diretamente no chão, os dentes quebraram.

Segundo a polícia, os laudos periciais vão ajudar a esclarecer o caso. Mas não há prazo para que os exames sejam concluídos.

A polícia busca agora imagens de prédios da região que possam ajudar nas investigações. Santos foi visto pela última vez em uma festa gay na República, no centro, na madrugada do dia 11. Ele teria dito a amigos que havia perdido a carteira e o celular.

Hoje, amigos do jovem e simpatizantes do movimento gay farão uma manifestação na região central para pedir justiça e a criminalização da homofobia.

Amigos organizaram uma manifestação  | Reprodução Amigos organizaram uma manifestação | Reprodução
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo