Chuvas deixam 14 mortos em Itaóca, interior do estado

Por Caio Cuccino Teixeira
Água destruiu casas no interior de São Paulo / Reprodução/Band A Defesa Civil informou que cerca de cem casas foram afetadas / Reprodução/Band

O Corpo de Bombeiros encontrou, na tarde desta terça-feira, o corpo da 14ª vítima das enchentes que atingiram a cidade de Itaóca, no interior de São Paulo, na madrugada da segunda-feira.

De acordo com a prefeitura do município, 332 pessoas estão desalojadas em Itaóca e em regiões vizinhas. Segundo a Defesa Civil, cerca de cem residências foram afetadas – 83 famílias. O órgão também informou que há pessoas desaparecidas, mas não disse o número.

Em Itaóca, uma força-tarefa do Corpo de Bombeiros auxilia a população. O governador Geraldo Alckmin passou a noite de segunda para terça no local. O governo do Estado também disponibilizou produtos de higiene e limpeza, além de colchões.

Municípios vizinhos (Apiaí e Ribeira) e o DER (Departamento de Estradas de Rodagem) disponibilizaram caminhões e uma retroescavadeira para auxiliar nos trabalhos de limpeza e desobstrução das vias. A Sabesp fornece água potável e caminhão pipa para limpeza das ruas.

O município, de 3.200 habitantes, teve pontes e outras ligações viárias destruídas pelas cheias.

Na segunda, o prefeito Rafael Rodrigues Camargo (PSD) decretou estado de calamidade pública em Itaóca.

Neste momento, a população afetada está, em sua maioria, na casa de parentes, e na escola da cidade.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo