Receita apreende 26 kg de drogas no aeroporto de Cumbica

Por talita
Droga estava escondida em objetos de decoração | Divulgação/Receita Federal Droga estava escondida em objetos de decoração | Divulgação/Receita Federal

A Receita Federal apreendeu 26 quilos de drogas no final de dezembro no aeroporto de Cumbica, na Grande São Paulo. No total, foram três apreensões, que envolviam nove quilos de metanfetamina e 17 de cocaína. “Essas apreensões revelam a importância dos investimentos da Receita Federal em tecnologia nas fronteiras brasileiras e o compromisso de seus servidores com a proteção da sociedade brasileira”, afirmou o Inspetor Chefe da Alfândega do Aeroporto, Edison Jorge Takeshi Kaneko.

A apreensão de metanfetamina aconteceu nos dias 16 e 18 de dezembro. A droga estava escondida no interior de máscaras e outras peças de artesanato pré-colombiano enviadas do México para dois endereços no Rio Grande do Sul. Identificada pela equipe de fiscalização de remessas expressas da Receita com o uso de aparelhos de raios-X, foi encaminhada à Polícia Federal, que realizou a prisão de duas pessoas no destino das encomendas.

No dia 27, sete quilos de cocaína foram detectados em uma bagagem procedente do Peru com destino ao Oriente Médio. A apreensão foi possível graças ao uso de um escâner móvel da Receita, que identificou a presença de material orgânico dentro de duas cintas escondidas em sacos de dormir. O material apreendido foi encaminhado à Polícia Federal, que realizou a prisão em flagrante da proprietária da bagagem.

Já no dia 28, a equipe de fiscalização de bagagens da Receita submeteu à inspeção com o uso de aparelho de raios-X uma mala com origem no Paraguai que havia perdido a conexão para seu destino final, na Europa. As imagens revelaram a presença de tabletes de material orgânico, levando à apreensão de 10 quilos de cocaína. A droga foi entregue à Polícia Federal para prosseguimento das investigações.

A divulgação foi feita apenas hoje com a justificativa de não prejudicar as investigações, que ainda estavam em andamento.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo