Acúmulo de água impede voos da TAM em Belém do Pará

Por BAND

O acúmulo de água na pista do aeroporto de Belém, no Pará, impede passageiros da TAM de chegar ao destino entre a noite de ontem e toda a madrugada desta sexta-feira. Após decolar com duas horas de atraso do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na noite de ontem, o voo 3386, com destino à capital paraense, foi redirecionado e pousou em São Luís, no Maranhão.

Já em solo maranhense, revoltados, muitos passageiros se negavam a descer da aeronave enquanto os demais tentavam resolver o impasse com os funcionários da companhia aérea no aeroporto internacional de São Luís. Por volta das 3h30 desta sexta-feira, enfim com a aeronave vazia, os passageiros permaneciam no aeroporto sem assistência ou explicação alguma da empresa.

Um pouco antes das 4h, outro voo da TAM, o 3516, de Fortaleza, que deveria ter pousado em Belém, também aterrissou na capital maranhense e, a partir daí, os passageiros começaram a receber alimentação.

Em nota, a companhia aérea informou que lamenta os transtornos, mas preferiu priorizar a segurança dos passageiros após uma análise minuciosa das condições de aterrissagem em Belém. A pista estava molhada e apresentava muitas lâminas d’água.

Os passageiros informaram, no fim da madrugada, que a TAM encaminharia todos para hotéis e que os voos partiriam novamente para Belém às 15h.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo