"Rodízio é remedinho para dor de cabeça", diz especialista

Por george.ferreira

A proposta de ampliar a área de rodízio na capital paulista, proposta pela prefeitura, não é a melhor opção, aponta o mestre em Transportes e professor da FEI Creso Peixoto em entrevista à Rádio Bandeirantes. “É aquele clássico remedinho para dor de cabeça. Com essa política, vamos ter uma melhoria não muito significativa”.

A observação do professor relaciona-se ao pico veicular, que se amplia dia a dia. “Já temos uma densidade veicular alta. Usa-se cada vez mais esse remédio [restrição de veículos] e sabe-se que ele não cura. Ele é paliativo”.

Para Creso, há necessidade de um estudo amplo para que possamos ter o início da efetivação da mobilidade alternativa. “Por que as pessoas não querem andar de ônibus? Porque ônibus demora. A opção hoje é ampliação do rodízio. E ela vai se espraiando e falta a solução clássica”.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo