Jovem dada como morta apresenta sinais vitais em Curitiba

Por Caio Cuccino Teixeira

focoUma jovem diagnosticada com morte cerebral em Curitiba, no Paraná, apresentou sinais vitais no momento em que seria feita a doação dos órgãos para uma menina. A moça, de 24 anos, sofreu um acidente de trânsito no dia 16 de dezembro.

Segundo a direção do hospital onde a jovem está internada, a hipótese de morte cerebral foi levantada duas semanas após o caso, exames foram feitos e a doação de órgãos foi autorizada pela família.

No dia 30 de dezembro, a família recebeu uma declaração dos médicos atestando a morte encefálica e começou a contratar os serviços funerários. Horas depois, entretanto, chegou a notícia de que a vítima estava viva.

A jovem continua internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em estado grave. Segundo a Sociedade Brasileira de Intensivistas, este é um caso raro. Desde a criação dos testes de atividade cerebral, em 1997, é a primeira vez que uma suspeita de morte cerebral não é confirmada, ou seja, o paciente volta a ter atividade cerebral.

Os médicos estão tentando descobrir o que pode ter acontecido.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo