Caranguejos voltam a invadir praia de Bertioga

Por fabiosaraiva
Trabalho de resgate deve durar três dias | Divulgação PMB Trabalho de resgate deve durar três dias | Divulgação PMB

A Praia de Itaguaré, em Bertioga, amanheceu ontem repleta de caranguejos da espécie ubá. O fenômeno, a exemplo do ano passado, ocorreu em função da chuva intensa que atingiu a região nos últimos dias, trazendo muita água doce para os manguezais. Como os caranguejos vivem em água salobra, eles procuraram o mar para sobreviver.

Uma equipe da DOA (Diretoria de Operações Ambientais) de Bertioga passou o dia fazendo o resgate dos animais e os levando de volta ao mangue. O diretor de Operações Ambientais, Bolivar Barbanti, estima que o trabalho de resgaste demande, pelo menos, três dias.

“Essa fuga do excesso de água doce é uma seleção natural, já que alguns caranguejos não vão sobreviver na praia e nem mesmo na água muito salgada. Além disso, por conta do calor da areia, eles também podem morrer. Resgatá-los é a melhor maneira para preservar a espécie, porque assim, os que sobreviverem fortalecerão o DNA para as próximas gerações”, explica o diretor.

No ano passado aproximadamente 1 milhão de caranguejos apareceram nos cerca de 2 km de extensão da praia de Itaguaré.

Desses, 12 mil foram resgatados.  Os caranguejos vivos são levados para o manguezal nas margens do Rio Guaratuba.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo