Corte de investimentos será definido até dia 31, afirma Fernando Haddad

Por fabiosaraiva
Ministro da Saúde e prefeito inauguram unidade da Rede Hora Certa na Lapa  | Moacyr Lopes Júnior/Folhapress Ministro da Saúde e prefeito inauguram unidade da Rede Hora Certa na Lapa | Moacyr Lopes Júnior/Folhapress

O prefeito Fernando Haddad (PT) disse nesta segunda-feira que já iniciou reuniões com várias secretarias para definir obras ou investimentos que serão suspensos pelo município por falta de verba.
Segundo Haddad, os cortes serão definidos até dia 31. A lista incluirá também obras que já têm promessa de envio de verba federal.

O prefeito afirma que a principal causa é o IPTU, que será corrigido apenas pela inflação, depois da decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que barrou o aumento de até 35% proposto pela administração municipal.

“O IPTU, eu já disse e repito, o prejuízo que traz para a cidade não é o valor que deixa de ser arrecadado. O maior prejuízo da cidade é o que deixará de vir da União por conta de contrapartida municipal”, disse Haddad.

O secretário Marcos Cruz deu como exemplo de problemas que a prefeitura terá de enfrentar o caso de uma parceria para construir 100 creches. Segundo ele, o governo federal libera R$ 250 milhões para as obras, desde que a prefeitura invista R$ 100 milhões.

Os carnês devem chegar entre 21 de janeiro e 17 de fevereiro. O proprietário que não receber a notificação poderá pedir a segunda via na subprefeitura.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo