Ministério da Saúde envia medicamentos para o ES

Por Carolina Santos
Espírito Santo tem sofrido com as chuvas | Band News FM Espírito Santo tem sofrido com as chuvas | Band News FM

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou o envio de duas toneladas de medicamentos para o Espírito Santo na noite desta quinta-feira.

 

Segundo Padilha, são 30 tipos de medicamentos, que incluem anti-inflamatórios, antitérmicos, alguns tipos de antibióticos, remédios para hipertensão e diabetes e itens para socorro como atadura, gaze e soro fisiológico. O material enviado será suficiente para atender a 15 mil pessoas por 30 dias. Este é o segundo envio de medicamentos do governo ao Espírito Santo. O primeiro, de 2 toneladas, foi recebido na última segunda-feira.

 

O Ministério da Saúde decidiu também enviar ao estado três equipes especializadas em transporte aéreo para ajudar nos resgates do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Os grupos são formados por médicos, enfermeiros e auxiliares de enfermagem.

 

Depois do envio de helicópteros ao estado, Padilha disse que até o fim da semana, mais quatro viaturas do Samu com tração 4×4 serão direcionadas ao Espírito Santo, além das nove que já tinham sido disponibilizadas no início das inundações.

 

O Ministério da Saúde também vai deslocar dois coordenadores da Força Nacional do SUS para avaliar, junto com as autoridades de saúde local, se há a necessidade de enviar equipamentos hospitalares e equipes especializadas em cirurgias para atendimentos de urgência e emergência em hospitais da região norte do Espírito Santo.

 

As pessoas que estão em tratamento crônico estão sendo mapeadas, apesar de unidades de diálise e quimioterapia no Espírito Santo não terem sofrido danos. Os serviços de atenção básica no estado receberam reforço de 114 profissionais do Programa Mais Médicos.

 

Alexandre Padilha também comentou o envio de medicamentos ao estado de Minas Gerais, que também sofre com as chuvas.

 

“Desde o dia 24 [de dezembro]  preocupa o Ministério da Saúde a situação no município de Aimorés. Nós, inclusive, mandamos para o estado de Minas Gerais dois kits de medicamentos e insumos de socorro que foi solicitado. Até o momento, Minas não solicitou a ampliação de ajuda do ministério”, informou o ministro.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo