"Motorista pode ter dormido", diz Polícia Rodoviária Federal

Por BAND

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) trabalha com duas hipóteses para o capotamento de um ônibus que matou 14 pessoas na madrugada deste domingo: o motorista ter dormido ou uma falha mecânica. “Isso com base na nossa experiência”, disse, em entrevista exclusiva à BandNews FM, o chefe da 4ª delegacia da PRF-SP, inspetor Di Paula.

De acordo com Di Paula, o motorista realizou o teste do bafômetro e não foi verificado consumo de álcool. Ele se feriu levemente no acidente. Outras 31 pessoas também tiveram lesões. No momento, a PRF já confirmou 14 mortes: 13 no local do acidente, e uma em um dos hospitais da região de São Lourenço da Serra, na Grande São Paulo.

Ouça também:
Inspetor conversou com Michelle Trombelli

O capotamento aconteceu por volta das 2h30 deste domingo na altura do quilômetro 301 da Rodovia Régis Bittencourt. Segundo o inspetor, esse trecho – com três faixas – tem uma curva acentuada, mas raramente registra acidentes. Sobre o acidente, Di Paula informa que o trânsito na ocasião era tranquilo e a pista não apresenta marcas de frenagem, o que o levou às duas possibilidades do acidente: um cochilo do motorista ou uma falha mecânica.

A perícia esteve no local de madrugada, mas “como os bombeiros ainda estavam no local, não havia como trabalhar”, aponta o inspetor. De acordo com ele, os peritos devem voltar à cena do capotamento entre 10h30 e 11h

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, um dos sobreviventes relata que a maior parte dos mortos estava no andar de cima do ônibus.

Acidente

De acordo com a PRF, o ônibus – de dois andares – da Viação Nossa Senhora da Penha capotou depois de o motorista ter perdido seu controle por volta das 2h30 deste domingo. O veículo – que saiu de Curitiba com destino ao Rio de Janeiro – caiu em um barranco na altura do quilômetro 301. O ônibus deixou a capital paranaense às 20h30 de sábado.

Seis vítimas foram levadas pelas unidades de resgate ao Hospital Geral do Pirajussara e doze, ao Hospital Geral de Itapecerica, onde uma delas faleceu. Outros seis feridos foram encaminhados ao pronto-socorro de São Lourenço da Serra e existem mais passageiros internados no Pronto-Socorro e Maternidade Itapecerica da Serra. No momento, não há informações sobre o estado de saúde deles. Esses números podem mudar, segundo Di Paula, porque a PRF segue passando pelos hospitais fazendo recontagem dos feridos.

Segundo a PRF, 51 pessoas estavam na lista de passageiros do ônibus; não se sabe ainda se todos embarcaram.

Procurada, a concessionária Autopista Régis Bittencourt, responsável pela via, não quis se pronunciar.

O motorista do coletivo está consciente e presta depoimento na delegacia de Itapecerica da Serra.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo