Rodovias de São Paulo terão mais 42 radares móveis

Por Carolina Santos

O cerco aos motoristas que trafegam acima da velocidade pelas rodovias paulistas será intensificado durante as férias de verão.

Ao todo, 42 radares móveis voltarão a funcionar a partir de janeiro. Os equipamentos foram retirados das rodovias em janeiro deste ano, após o fim do contrato de operação.

Uma nova licitação foi realizada e duas empresas habilitadas para operar o sistema de fiscalização móvel no Estado.

A previsão é de que os radares sejam instalados nas principais rodovias que levam para o litoral e para o interior, como os sistemas Anchieta/Imigrantes e Anhaguera/Bandeirantes.

De acordo com o O DER (Departamento de Estradas de Rodagem), os equipamentos serão colocados sob tripés e em diferentes pontos das estradas. O objetivo é dificultar a localização dos radares pelos motoristas, que costumam reduzir a velocidade em pontos conhecidos de fiscalização

A fiscalização por radares fixos e portáteis, operados pela Polícia Rodoviária Estadual, também estará funcionando. No total, a vigilância contará com cerca de 440 equipamentos.

A infração para o motorista flagrado em alta velocidade pode chegar a R$ 574,62, além de sete pontos na carteira.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo