Haddad adia decisão sobre táxis em corredor de ônibus

Por Carolina Santos
Taxistas ocupam pista da 23 de Maio | Apu Gomes/Folhapress Taxistas ocupam pista da 23 de Maio | Apu Gomes/Folhapress

Após a manifestação dos taxistas, o prefeito Fernando Haddad (PT) resolveu deixar para o ano que vem a decisão sobre o veto aos táxis nos corredores de ônibus, à esquerda. Hoje, eles já estão proibidos de circular nas faixas exclusivas, à direita, sob pena de multa de R$ 53,20. Mas um estudo da Secretaria dos Transportes propõe tirá-los também dos corredores.

Segundo o documento, que foi elaborado a pedido do promotor Maurício Ribeiro Lopes e entregue ontem ao MP (Ministério Público) à Promotoria, a velocidade dos coletivos cai em média 25% com os táxis na via.

Em alguns casos, os ônibus não ultrapassam 6 km/h, velocidade de uma pessoa a pé. No total, a cidade tem nove corredores, totalizando 101 km.

Antes de chegarem ao prédio da prefeitura, no viaduto do Chá, cerca de 180 táxis fizeram uma carreata por ruas e avenidas da cidade,

Os taxistas saíram por volta das 6h do estádio do Pacaembu e causaram congestionamentos nas avenidas Doutor Arnaldo e Paulista. Depois, seguiram pela 23 de Maio até a região do aeroporto de Congonhas. De lá, voltaram pela 23 de Maio até o viaduto do Chá.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo