Aluna da USP estava com mais 20 pessoas

Por Carolina Santos

O delegado do 93o DP (Distrito Policial), Paulo Andrade, afirmou ontem que a estudante de letras da USP Bruna Barbosa Lima, de 19 anos, estava com mais 20 pessoas no prédio abandonado antes de cair no fosso do elevador e morrer.

Segundo Andrade, três colegas da jovem ouvidos na segunda-feira confirmaram a informação.

“Ouvi três testemunhas ontem e vou ouvir o restante no decorrer da semana. Depois, vou esperar o laudo da perícia, que deve sair em 15 dias, para poder concluir a investigação”, afirmou Andrade. O delegado disse, ainda, que os jovens admitiram ter consumido bebida alcoólica e que iam sempre ao local por conta da vista.

Para o delegado, até agora não há nenhum indício de que a morte não foi acidental.

A jovem morreu na madrugada de anteontem, em um prédio abandonado que pertence ao Instituto Butantan, ao lado do Paço das Artes, na Cidade Universitária.

Os amigos afirmaram que haviam saído de um bar e foram ao prédio “esperar o tempo passar”. Ao procurar um banheiro, Bruna caiu no fosso e morreu na hora. O corpo da jovem foi enterrado ontem, no cemitério Vila Pauliceia, em São Bernardo.No funeral, os amigos usaram batom vermelho, que sempre era usado pela jovem.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo