Corpo de Nelson Mandela é enterrado na província de Qunu

Por fabiosaraiva
Mandela descansará em Qunu, na província de Cabo Oriental, onde passou sua infância | SABC/Reuters Mandela descansará em Qunu, na província de Cabo Oriental, onde passou sua infância | SABC/Reuters

Cerca de 450 pessoas acompanharam a cerimônia de enterro do ex-presidente sul-africano Nelson Mandela neste domingo, após dez dias de luto. As homenagens ao ex-presidente aconteceram na presença do atual presidente do país, Jacob Zuma, da mulher Graca Machel, da ex-mulher Winnie Madikizela, além de parentes e amigos.

Mandela descansará em Qunu, na província de Cabo Oriental, onde passou sua infância. Imagens do enterro do líder não foram mostradas pela imprensa local a pedido da família. Antes disso, uma oração foi feita pelo capelão que declarou que Mandela se encontrou com a paz eterna.

Antes do enterro, foi realizado um funeral acompanhado por cerca de 4,5 mil pessoas. O caixão com o corpo de Mandela foi transportado em um cortejo militar da casa da família até o local do funeral e estava coberto com a bandeira do país. Uma grande foto de Mandela estava na tribuna, com 95 velas – idade do líder – dispostas em duas fileiras.

Em todo o país foram instalados telões para a transmissão da cerimônia.

Cerimônia

Amigos e familiares discursaram sobre o líder durante o funeral. “Recordo o homem alto, saudável, forte, o boxeador”, afirmou aos presentes seu amigo Ahmed Kathrada, que passou 18 anos na prisão de Robben Island ao lado de Mandela e fez um discurso emocionado. “Caminhamos lado a lado pelo vale da morte, sempre nos apoiando. Perdi um irmão, não sei com quem vou falar”, declarou.

A neta Nani falou sobre os momentos de intimidade familiar e revelou que o avô era um “grande narrador de histórias”, que também recordava a todos sobre as obrigações, “para nos prepararmos para sermos melhores na vida”.

Esta cerimônia inicial começou com o hino nacional e as canções “Lizalis idinga khalo” (“Cumpre tua promessa”) e “Jerusalem likhaya lami”.

Amigos

Entre os presentes estavam o arcebispo e Nobel da Paz Desmond Tutu, velho amigo de Mandela, que no sábado afirmou não ter sido convidado, a viúva Graça Machel, assim como Winnie Mandela, que foi a segunda esposa do líder sul-africano.

Também estavam em Qunu o reverendo americano e ativista dos direitos civis Jesse Jackson, o magnata britânico Richard Branson, o ex-primeiro-ministro francês Lionel Jospin, o político norte-irlandês Gerry Adams, a apresentadora de televisão americana Oprah Winfrey e os atores Forrest Whitaker e Idris Elba, que interpreta Mandela no cinema.

Enterro

O líder sul-africano, morto em 5 de dezembro aos 95 anos, foi sepultado depois do funeral celebrado sob o ritual etnia xhosa, que inclui o sacrifício de um boi. Ele foi enterrado em terras da família, de acordo com seus costumes, ao lado de três de seus filhos já mortos. Outras três filhas de Mandela ainda estão vivas.

Madiba, apelido carinhoso pelo qual Mandela é conhecido, foi uma das figuras políticas mais importantes do século 20 e morreu no dia 5 de dezembro. Durante sua vida, ele passou 27 anos preso por sua luta contra o regime de segregação racial que imperou na África do Sul de 1948 a 1994.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo