Servidores são investigados por propina em empreendimentos imobiliários

Por talita

Uma operação em São Paulo, desencadeada pelo Ministério Público e a Controladoria-Geral da Prefeitura, tem o objetivo de prender funcionários municipais acusados de receber propina para liberar empreendimentos imobiliários.

De acordo com as investigações, que começaram há seis meses, eles teriam provocado um prejuízo de até R$ 500 milhões para a administração municipal. Há indícios de que a organização criminosa agia desde 2010. Além da prisão de suspeitos, a Justiça decretou o congelamento de bens e a realização de busca e apreensão em pelo menos cinco endereços.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo