Morte de outro jovem por PM gera novo ato em São Paulo

Por Tercio Braga
A avenida Tenente Amaro Felicíssimo da Silveira foi fechada pelos moradores | Mario Angelo/Sigmapress/Folhapress A avenida Tenente Amaro Felicíssimo da Silveira foi fechada pelos moradores | Mario Angelo/Sigmapress/Folhapress

Os moradores do Parque Novo Mundo, na zona norte da capital paulista, bloquearam a avenida Tenente Amaro Felicíssimo da Silveira, no início da tarde desta terça-feira. A manifestação foi em protesto pela morte de um adolescente, de 17 anos, por um policial militar.

De acordo com a PM (Polícia Militar), o policial reagiu a um assalto, quando passava de carro pela comunidade Bela Vista, também na zona norte. Segundo a PM, para fugir dos assaltantes, ele acelerou o veículo, mas os desconhecidos atiraram em sua direção. O policial então sacou da arma e disparou na direção dos homens. Um deles, um menor de idade, foi atingido e morreu.

A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) informou que a manifestação teve início por volta das 12h30 e terminou cerca de uma hora depois. A PM estimou em cerca de 150 pessoas o número de participantes do protesto.

Durante a manifestação, os moradores atearam fogo a pneus e lixo e tentaram bloquear a marginal Tietê. Os manifestantes também fecharam uma transportadora, impedindo a saída e entrada de caminhões.

Ontem, também por causa da morte de um jovem de 17 anos por um policial militar, os moradores protestaram fechando a Rodovia Fernão Dias, na região do Jaçanã, na zona norte. A manifestação terminou em atos de violência com vários ônibus e caminhões incendiados, além de saques e depredações ao comércio local.

Loading...
Revisa el siguiente artículo