Moradores protestam contra ação policial que matou adolescente no Jaçanã

Durante o protesto, ônibus foram incendiados | Sigmapress/Folhapress Durante o protesto, ônibus foram incendiados | Sigmapress/Folhapress

Moradores da Vila Medeiros, na zona norte de São Paulo, protestam, na manhã desta segunda-feira, em razão da morte de um adolescente de 17 anos. A vítima foi alvejada por um policial com um tiro no peito e faleceu. Segundo a PM, o disparo teria sido acidental e por isso o policial envolvido vai responder por homicídio não intencional.

Veja também: Corpo de garoto morto por policial militar no Jaçanã é velado

Na noite desse domingo (27/10) , um grupo de cerca de 100 moradores fizeram uma manifestação no bairro. A polícia reagiu contra os manifestantes usando bombas de gás e disparando tiros de bala de borracha e ao todo quatro pessoas foram levadas à delegacia.

O policial que atirou no adolescente foi levado para o Romão Gomes, onde ficam os militares presos. Em nota, a Polícia Militar alegou que foi até o local, porque recebeu um chamado de perturbação da ordem. A mãe do garoto assassinado afirma que o filho trabalhava, estudava e nunca se envolveu com o crime.

Loading...
Revisa el siguiente artículo